Cringe da cabeça aos pés – e tenho vídeo provando

Nas últimas semanas uma palavra até então quase desconhecida pela maioria tem encontrado lugar de destaque nas discussões pela internet: cringe. Do inglês, cringe pode ser interpretado como vergonhoso ou embaraçoso. Na internet, a discussão se deu por uma constatação desconcertante: os jovens, da geração Z, acham que boa parte da cultura dos adultos, millennials, é cringe.

Continue lendo “Cringe da cabeça aos pés – e tenho vídeo provando”

Sobre vender ferramentas que realizam sonhos

Em tempos de incertezas é natural que busquemos por alternativas de renda extra, afinal, nos preocupamos não apenas com cada detalhe que nos mantenha seguros, longe do vírus, mas também com as possibilidades dos danos financeiros que a doença pode nos implicar. Um movimento que corrobora esta percepção está no aumento de participantes (pessoas físicas) na bolsa brasileira, que quase dobrou de tamanho quando comparados os períodos de 2020 e 2019. Para quem acompanha as evoluções da TI, já deve ter se deparado com outra discussão neste contexto: obter renda com a mineração de criptomoedas.

Continue lendo “Sobre vender ferramentas que realizam sonhos”

A inclusão digital e os desafios para os profissionais da computação

Com a pandemia evidenciou-se a importância do acesso aos meios de comunicação digital por parte de toda a população. Este cenário foi escancarado pela educação, que até agora, em nosso país, passa, na maioria dos estados, por transformações através da adoção de metodologias à distância ou híbridas para a continuidade do processo de ensino e aprendizagem. Neste texto, entretanto, ainda que reconhecendo a importância de se discutir sobre o barateamento dos hardwares e a necessidade de massificação no acesso à banda larga, a ideia é falar sobre outro assunto: a inclusão digital (compulsória) de idosos.

Continue lendo “A inclusão digital e os desafios para os profissionais da computação”